Vasectomia sem corte

A vasectomia sem corte ou sem bisturi (no-scalpel vasectomy) é atualmente considerada a técnica padrão ouro para realização desta cirurgia. É realizada com um instrumento que separa as células da pele, não necessitando de corte e eventualmente nem da utilização de pontos. Normalmente é um procedimento ambulatorial, ou seja, não requer internação hospitalar.

A vasectomia é um procedimento cirúrgico com objetivo contraceptivo definitivo. Realiza-se a interrupção da passagem dos espermatozoides através da secção e ligadura dos canais deferentes. Após a vasectomia, os testículos continuam realizando suas duas funções primordiais: a produção de testosterona e de espermatozoides. Contudo, o sêmen, produzido pelas vesículas seminais e pela próstata não recebe os espermatozoides através dos ductos deferentes, e durante a ejaculação não ocorre a saída de espermatozoides.

Habitualmente é realizado através de anestesia local, associada à medicação sedativa. Pessoalmente prefiro realizar a vasectomia sempre em hospital, principalmente pela segurança do paciente.

O mais importante antes de realizar a vasectomia, é ter um relativo grau de certeza acerca da decisão de não ter mais filhos. Há umaportaria  do Ministério da Saúde do Brasil que regulamenta este tipo de procedimento (Portaria no. 48 de 11/02/1999):
Art. 4º – De acordo com o disposto no Artigo 10 da Lei 9.263, de 12 de janeiro de 1996, que regula o parágrafo 7º da Constituição Federal, que trata do planejamento familiar, estabelece penalidades e da outras providências: somente é permitida a esterilização voluntária sob as seguintes condições:
I – em homens e mulheres com capacidade civil plena e maiores de 25 anos de idade ou, pelo menos, com dois filhos vivos, desde que observado o prazo mínimo de sessenta dias entre a manifestação da vontade e o ato cirúrgico, período no qual será propiciado, a pessoa interessada, acesso ao serviço de regulação da fecundidade, incluindo aconselhamento por equipe multidisciplinar, visando a desencorajar a esterilização precoce.

Mais informações:
1. VASECTOMIA E REVERSÃO DE VASECTOMIA