Cirurgia Robótica

O emprego da tecnologia robótica em cirurgias ganhou força desde o início do século XXI, apresentando excelentes ganhos para os pacientes e médicos, quando bem empregado. Trata-se de um conjunto de dispositivos que auxiliam o cirurgião na realização da cirurgia laparoscópica.

O sistema Da Vinci, atualmente utilizado, permite uma maior precisão obtida através de amplificação da imagem, filtragem de tremores finos, visualização 3D, sistema de punhos articulados nas pinças cirúrgicas. Esta tecnologia consagrou-se principalmente em cirurgias prostáticas e renais no campo da urologia. Sua principal desvantagem atualmente ainda é o preço, superior ao das cirurgias convencionais.

Especificamente no tratamento do câncer de próstata, o uso do robô permite uma melhor visualização do campo operatório e consequentemente uma cirurgia mais detalhada, o que traduz-se em menor risco de sangramento, menor risco de problemas de incontinência urinária e de disfunção erétil. Atualmente nos EUA, praticamente todas as cirurgias para o tratamento do câncer da próstata são realizadas com o emprego do robô.

Nas cirurgias para câncer de rim, principalmente nas nefrectomias parciais ou nodulectomias, o uso do robô traz grandes benefícios, e permite a remoção segura de tumores, preservando-se a porção saudável do rim.

Assista abaixo vídeo do Hospital Albert Einstein sobre cirurgia robótica: